OKR: O que é e como implementar em sua empresa

By

Criado no Silicon Valley (Vale do Silício), onde a busca incessante pelo que foge do tradicional, com uma dose absurda de ambição é bastante comum, o método foi implementado por grandes empresas como Google, Oracle e LinkedIn.

A sigla OKR significa, literalmente, Objectives and Key Results ou objetivos e resultados principais e caiu como uma luva para empresários sedentos por inovação.

O método tem se mostrado bastante eficiente no que diz respeito à definição de metas. O OKR trabalha em ciclos trimestrais e, diferentemente dos métodos mais comuns, funciona em top down e bottom up simultaneamente. Mas o que isso significa?

Bom, top down é quando as decisões são tomadas de cima para baixo, ou seja, esta tarefa cabe apenas aos gestores.  E bottom up é quando todos decidem juntos, independente do nível hierárquico, a empresa entra em um consenso sobre o que ser feito.

Esta metodologia se destaca pela simplicidade, descomplicação e ciclos curtos. Os resultados costumam aparecer em, aproximadamente, três meses, mas é preciso disciplina para colocá-la em prática e obter o esperado.

Porém, como quase tudo que é novo, as empresas que decidem implementar o método têm algumas dificuldades comuns, principalmente, na fronteira da mudança de mentalidade para focar em resultados ao invés de tarefas.

Alinhamento entre as equipes, definição de métricas, disciplina e acompanhamento regular são, também, pontos críticos que costumam dar dor de cabeça às empresas mais tradicionais.

Em contrapartida, os benefícios compensam quaisquer reveses, ao colocar o OKR em prática, você terá agilidade, comunicação clara, aumento da cooperação, foco, disciplina, autonomia, leveza, flexibilidade, etc..

Exemplo de OKR:

Após algumas reuniões, você e os outros gestores notam equipes desmotivadas e sem engajamento. Diante disto, é possível criar um OKR tendo como objetivo engajar e motivar seus colaboradores.

Ficaria desta forma

Objetivo (objective)

Desenvolver engajamento dos colaboradores

Resultados-chave (key results):

Feedbacks quinzenais

Estimular atividades de integração

Realizar eventos sugeridos pelos funcionários

Como implemento o OKR?

1 – Estudo, estudo e estudo. Num primeiro momento, claro. Você precisa conhecer bem a realidade de sua empresa para avaliar e ajustar à metodologia.

Reuniões frequentes, feedbacks entre as equipes, integrações entre áreas e transparência podem te ajudar a conhecer a empresa que você gere. Para assim, identificar dificuldades e necessidades mais comuns e, com base nisto, definir sobre o que serão os OKRs.

2 – Escolha um champion, ou seja, um dono para organizar tudo. Este champion será um responsável multiplicador,  o ponto principal para alcançar os melhores resultados.

3 – Crie os OKRs, parece óbvio, não é? Mas, num primeiro momento, é preciso definir o tipo de OKR, isto é, anual e depois trimestral.

Os OKRs anuais devem ser poucos e direcionados para o “onde” desejamos chegar e não para o “como” chegaremos. Neste caso é importante definir critérios de sucesso.

Os OKRs trimestrais também devem fazer parte da implementação. Através deles é possível detalhar melhor o que deve ser feito, tendo em vista o grau de incerteza, que é bem menor se comparado ao OKR anual.

4 – Inclua todas as pessoas neste processo, sendo que 60% dos OKRs são definidos pelas equipes. Interação entre os times é outro fator de suma importância, seja durante a decisão até o momento de expor o que foi acordado como meta.

Vá aos poucos, devagar, sem pressa. Você precisa sentir o OKR e ir implementando-o em fases curtas. Envolvendo parte dos funcionários para sentir a evolução e, aos poucos, incluindo mais equipes.

5 – Estruture notas para os Keys Results e selecione métricas que motivem as equipes.

6 – Defina os critérios de sucesso

Criar métricas é um dos primeiros passos, e caminha junto com o valuation da empresa, que é uma ferramenta para identificar o alcance e o valor ao ano.

Receita e Ebtida são alguns dos critérios mais comuns nestes casos, além de outros drivers utilizados para este fim.

Desta forma, chega-se à conclusão do nível de volatilidade do mercado, caso este seja muito grande, existe a necessidade de definir o “onde” queremos chegar ou os critérios de sucesso.

7 – Nunca abandone uma meta anual no meio do caminho, isto pode desmotivar o time, já que um dos pontos mais importantes na implementação do OKR é a estabilidade.

As strech goals ou metas de crescimento estão associadas diretamente ao OKR. Isto porque fogem da zona de conforto, estabelecem objetivos os quais, muitas vezes, você acredita serem inalcançáveis, te mostram o contrário, “oba, eu consigo” e, o principal, te expõem às dificuldades que não machucam nem desmotivam, mas sim desafiam.

As dificuldades destes tipos de metas costumam ser tão instigantes que levam as equipes a repensarem no modo de trabalho e submeterem-se ao que parecia impossível.

Mas, vamos com calma, temos, infelizmente, alguns contras que, no caso das strech goals são equívocos bastante comuns que você precisa conhecer para aprender a evita-los.

Você cria metas, informa o time responsável e UAU eles alcançam 100% com facilidade? Desculpe decepcioná-lo, mas preciso informar que algo está errado.

Sabe o que está errado? Em OKRs, geralmente, alcançar os 100% das metas é uma tarefa árdua, porque são realmente desafiadoras. Claro que você pode e deve alcançar 100% do seu objetivo, mas para isto, tenha certeza que suas metas são mirabolantes e você está entregando o que pode e o que não pode para chegar lá.

8 – Na hora de bonificar e remuneraraqueles que alcançaram as metas separe uma coisa da outra, identifique quem quase alcançou metas difíceis de quem alcançou 100% das metas mais fáceis. Valorize dificuldade ao invés da facilidade.

9 – É preciso adaptar o OKR à metodologia da sua empresa, cada lugar tem sua cultura própria, ou seja, não implemente o OKR seguindo o modelo que a “firma” do amiguinho usou.

Quais são os pontos positivos do OKR?

Quando você decide sair da sua zona de conforto e escolhe o OKR como estratégia de medição de metas e definição de objetivos, um novo mundo se apresenta, entenda o porquê agora.

Sua empresa lidará com ciclos mais curtos, logo, adaptações descomplicadas e ajustes rápidos; a comunicação, provavelmente, será afetada positivamente, isto é, um senso de compreensão mais afinado entre todo.

O sonho de qualquer gestor é uma equipe alinhada, disposta a cooperar sempre que necessário, pois bem, mais um beneficio do OKR. Indivíduos autônomos na execução de tarefas, graças à clareza no direcionamento e à liberdade para atingir seus objetivos.

Outro ponto a considerar é a responsabilização de cada um quanto ao alcance das metas estabelecidas. Uma de suas características louváveis é a leveza, ou seja, o foco está no sucesso, não no esforço ou na pressão. Nada mal, não acha?

Principais erros em OKR

Outro erro comum é definir muitos OKRs, na fase da adaptação é mais inteligente criar poucos OKRs, uns três ou cinco por pessoa considerando a linha do negócio, que é a quantidade suficiente para experienciar o método e ir lapidando-o de acordo com o ritmo da sua empresa.

Focar em como chegar aonde quer é um equívoco, ao invés disto, foque no onde quer chegar. Não acompanhar os OKRs também pesa negativamente, ou seja, esteja por dentro de tudo, cheque, pelo menos, de semana em semana ou quinzenalmente.

OKRs que não motivem o time, falta de comunicação entre equipes, a não implantação de fases e a ausência de um champion são mais alguns dos erros que podem comprometer todo o resultado da metodologia.

E agora, o que faço com todas estas informações?

Agora você comemora, ora bolas. Aprendeu sobre uma metodologia dinâmica e tem uma boa bagagem para estudar a possibilidade de utilizar no seu ambiente profissional.

1 responder
  1. Alessandro Mosconi
    Alessandro Mosconi says:

    Este método é realmente muito interessante e funciona muito bem. Já aplicamos em minha empresa e o resultado foi muito positivo. Todos os times bem engajados num objetivo estratégico que trouxe beneficio para todos e principalmente mais Lucro para nossa compahia.

    Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *